top of page

Os benefícios do manejo biológico OnFarm para a cultura de cana

O manejo biológico no cultivo da cana-de-açúcar acontece há décadas e, devido à sua eficiência, só tem aumentado ao longo dos anos. Na década de 70, o manejo de pragas era realizado, em sua maioria, com macrobiológicos. No entanto, atualmente os microbiológicos têm ganhado espaço na cultura, abrindo o caminho para a produção OnFarm, que é mais econômica, eficiente e sustentável.

A SoluBio, empresa referência no manejo biológico OnFarm, é a prova desta abertura. Ela anunciou, recentemente, a contratação do engenheiro agrônomo Marcelo Cambraia para o novo cargo de Head Comercial de Cana. Com mais de 20 anos de experiência na área, ele entra para o time com a expectativa de aumentar, em um ano, os 200 mil hectares de cana atendidos pela empresa para 2 milhões.


“Nas últimas duas décadas trabalhando com as principais agroindústrias do setor sucroenergético e fornecedores de cana pude entender sobre suas principais dores e anseios para futuro. Agora que sou do time da SoluBio, e conhecendo o manejo OnFarm, posso atendê-los com mais eficiência, contribuindo com seus desafios na busca do aumento de produtividade (ton/ha), de forma econômica. A SoluBio entrega uma experiência com garantia de que o que se está produzindo pode controlar de forma eficiente as pragas e doenças, dando assim um suporte agronômico e financeiro aos produtores, na busca de uma agricultura regenerativa. Além disso, a solução conta com uma abordagem ESG, voltada para política de carbono, entre outras coisas”, inicia Cambraia.


A empresa foi criada em 2016 com o objetivo de levar a seus clientes alternativas mais sustentáveis e econômicas na atividade rural. Assim surgiu a SoluBio Experience 3.0: uma solução completa para a produção de bioinsumos na fazenda (OnFarm), que oferece tecnologia integrada com padrão industrial, todos os equipamentos, insumos, controle de qualidade, treinamento e assistência técnica.





A estrutura da SoluBio Experience 3.0


A SoluBio trabalha em sistema de comodato, portanto, toda a estrutura necessária é cedida por ela, assim como a instalação.


O primeiro passo é entender as necessidades do cliente. Assim que isso é feito, a SoluBio desenvolve o projeto do laboratório ideal, desde as instalações elétricas e hidráulicas até a automação, de acordo com a necessidade de produção de cada cliente. Os laboratórios podem ser em estruturas metálicas cobertas com isopaineis ou containers.


Dentro dos laboratórios ficam as biofábricas automatizadas, que são equipamentos para a multiplicação dos bioinsumos.


“Elas são 100% inox, com controle de temperatura, injeção de ar, filtros microbiológicos, entre outros, para garantir uma produção concentrada e com alto grau de pureza. Uma de nossas equipes também define a quantidade correta de biofábricas necessária para atender a demanda de cada produtor”, complementa Cambraia.

Com a estrutura já montada na fazenda, a empresa entrega meios de cultura customizados para cada grupo de microrganismos que passa por um processo de esterilização. Outro insumo chave oferecido pela empresa é o inóculo puro produzido na fábrica da Solubio, com análise genômica, registrado e rastreável.

Altas doses e agricultura regenerativa


De acordo com o Country Manager LATAM da SoluBio, Diogo Carvalho, a solução possibilita que o produtor use a quantidade necessária de bioinsumos para enfrentar seus principais desafios no cultivo de cana com custo que pode chegar a até 70% menos do que ele está acostumado.

“Por ser uma cultura semi-perene ela exige que o produtor use uma dosagem de princípio ativo maior por hectare do que a soja. A vantagem do OnFarm é que ele dá ao agricultor a liberdade de fazer o manejo e doses com o objetivo de buscar uma agricultura regenerativa. Ele consegue trabalhar com dosagens altas e ainda ser mais rentável em eficiência”, inicia.

O diretor complementa ainda que a estrutura da SoluBio em uma usina, por exemplo, é otimizada já que a mesma poderá ser usada com diferentes intuitos durante todo o período necessário.


“Em uma usina você tem cana de várias idades – tanto sendo plantada quanto sendo colhida. Com a biofábrica é possível ir multiplicando e aplicando os bioinsumos segundo a necessidade do produtor”, diz.


Flexibilidade para enfrentar os principais desafios da cana

O manejo biológico OnFarm adequado permitiria a multiplicação de bioinsumos para enfrentar os principais desafios da cana de forma otimizada e flexível . Entre eles estão:

Eficiência agronômica e Sucesso do Cliente

Para garantir que o produtor consiga os melhores resultados possíveis com sua produção, a SoluBio Experience 3.0 conta com um time de Sucesso do Cliente, que realiza o controle de qualidade e o acompanhamento da eficiência agronômica. Uma equipe de agrônomos, altamente qualificada, auxilia na operação, fazendo check-lists, executando auditorias e atualizando uma plataforma da empresa com todas as informações.

De acordo com o CEO da SoluBio, Alber Guedes, esse é o maior diferencial da SoluBio.


“Essa equipe ajuda a discutir planos de manejo, avalia e compara resultados, monitora a performance das culturas, apresenta o portfólio, elabora relatórios de safras, realiza coletas de plantas e solos, entre outros. É esse monitoramento e suporte que garantem a eficiência agronômica do nosso cliente e ainda o deixa menos preocupado em produzir seu próprio bioinsumo”, afirma.

ESG e Impacto Positivo

Com o manejo biológico OnFarm a agricultura, além de regenerativa, também é sustentável. A SoluBio faz parte do Pacto Global da ONU, comprometida com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, e apresenta uma solução integrada que, junto com o produtor rural, gera impactos positivos para o planeta.


Segundo a coordenadora de ESG da empresa, Rafaela Vendruscolo, entre os benefícios que se destacam estão: aumento da fixação de carbono e nitrogênio no solo; redução de emissão de gases de efeito estufa (GEE); maior rentabilidade no uso da terra; regeneração do solo e sua biodiversidade; redução de resíduos químicos e tóxicos no solo e na água; maior resiliência hídrica; e diminuição da dependência de insumos caros e importados.

“Desenvolvemos uma parceria com o produtor rural, que torna a agricultura mais resiliente às alterações do clima e protagonista na agenda ESG. Assim, a SoluBio Experience 3.0 pode alavancar a sustentabilidade, diminuindo riscos e impactos na cadeia produtiva da cana, com responsabilidade e segurança”, finaliza a especialista.


61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page